Página Inicial Hotéis Guia Excursões Info Útil
Newsletter Cancelar subscrição
Enviar este site a um amigo | Mapa doSite 

 
Informações Úteis > Mais Informações


Regime de entrada e estadia

Para uma estadia de menos de 3 meses, é suficiente o passaporte ou o bilhete de identidade que esteja dentro do prazo de legalidade. Uma taxa de saída é recebida pela metade aquando da emissão do bilhete de avião, e a outra metade à saída do país. É imperativo ter essa quantia consigo para o embarque do vôo de regresso.


Transportes

O estado geral da rede rodoviária é médio. Na época das chuvas a circulação é muito difícil. É preferível utilizar um taxi, barato e relativamente seguro.

Os seguros de viação são práticamente inexistentes e é muito frequente que polícias pouco escrupulosos tentem extorquir aos turistas somas avultadas invocando uma hipotética contravenção ao código da estrada. É aconselhável não circular à noite fora das cidades e manter sempre as portas trancadas.


Cuidados de saúde

É indispensável que qualquer pessoa que se desloque à República Dominicana faça, antes da partida, um seguro que cubra totalmente os encargos com eventuais despesas de saúde no local, bem como os custos de um repatriamento sanitário. Os honorários dos estabelecimentos hospitalares locais de qualidade são muito elevados e devem ser pagos em dólares imediatamente.

Têm sido assinalados vários casos de meningite de todos os tipos. A vacina dos tipos "A" e "B" é aconselhável. Nenhuma vacina é obrigatória mas deverá aconselhar-se com o seu médico antes de partir.

Aconselha-se o consumo de água engarrafada, que se vende fácilmente em todo o país.

Recomenda-se a utilização de repelente anti mosquitos.


Comunicações

A rede telefónica é boa.

O uso de telemóveis é possível.


Condições de segurança

Deficientes.

A República Dominicana atravessa um período difícil provocado pela degradação da situação económica e social, em que a inflação crescente tem vindo a provocar greves gerais que periódicamente paralisam o país. Os bairros centrais da capital e as regiões turísticas nunca foram, no entanto, afectadas por esses movimentos. Os serviços de hotelaria têm funcionado sempre normalmente.

Há um evidente crescimento da deliquência constituíndo os turistas alvos preferenciais sendo, por vezes, vitimas de roubos de documentos de identidade, dinheiro e bagagens.

Deverá manter as habituais cautelas de segurança. Guarde os seus documentos pessoais (passaporte, bilhete de identidade, etc) no cofre do hotel e mantenha sempre consigo uma cópia desse mesmo documento de identificação.

Fonte: Portal das Comunidades Portuguesas


2 utilizadores Online
2008 - Última Actualização: 10/04/2014